Pesquisar no site

Tamanho original

Realizações da Gestão 2019 - 2021

Comunidades

Governo faz nova proposta de reposição, porém servidores ainda consideram insatisfatória

 Executivo apresentou os dados da nova proposta. 
                       

A prefeitura de Porto Alegre apresentou nova proposta de reposição para os servidores públicos. Os índices foram divulgados durante reunião entre o Poder Executivo e o Simpa. A gestão municipal foi representada no encontro pelos secretários de Administração e Patrimônio, André Barbosa, de Governança, Cássio Trogildo, e  Extraordinário de Enfrentamento ao Coronavírus, César Emílio Sulzbach.


Conheça a proposta do Governo: 


– Reposição salarial de 10,06% em três parcelas de 4% (abril/22), cujo pagamento já ocorreu; 3% (julho/22) e o saldo em novembro/22”;

– Reajuste do vale-alimentação de 25%, a partir da folha de pagamento de maio/22;

– Progressões funcionais biênio 2012-2014. Começo de pagamento regular em julho de 2022, juntamente com os valores retroativos em 70 parcelas iguais aos servidores ativos e mediante cronograma de pagamento, no mesmo período, para os inativos;

– Progressões funcionais biênio 2014-2016, abertura do processo em novembro de 2022.


Essa ação foi a resposta que o Governo apresentou para a contra-proposta do Simpa que era a seguinte:

Reposição salarial:

- Pagamento da inflação do período de data-base da administração atual, de maio de 2020 até abril de 2022, que soma 19,53%.


- Pagamento de 10,06% imediato, com parcela de 4% em abril e 6,06% em maio. Os 9,47% restantes, divididos nos meses de agosto e novembro.

Reajuste vale-alimentação:

- 19,53% a partir da folha de pagamento de abril de 2022.

Progressões funcionais biênio 2012-2014:

- Começo do pagamento regular em julho de 2022, junto com os valores retroativos em 80 parcelas iguais aos servidores ativos e mediante cronograma de pagamento, no mesmo período, para todos os inativos.

A presidente da ACESPA, a adm. Rita Eloy, revela que os associados da entidade classificaram a nova proposta do Poder Executivo como insatisfatória: “Pois sabemos que poderia dar mais em relação à reposição da inflação no período desta gestão, que já está em 15%. O Governo vai parcelar e ainda dar somente10,06%. Vamos receber menos e a conta gotas. Pela realidade financeira do município, o tesouro apresenta superávit, daria para dar um percentual maior ”. 


Rita acrescenta que a folha salarial da prefeitura está bem abaixo do limite prudencial (51,3%) e do limite da Lei de Responsabilidade fiscal que é de 54%. 


Para debater a nova proposta e avaliar o rumo das reivindicações, o Simpa convoca os servidores públicos para uma Assembleia Geral na próxima segunda-feira, dia 16. O encontro vai acontecer na 

quadra da Imperadores do Samba (Avenida Padre Cacique, 1567), a partir das 18h30min.

Fonte: Simpa