Pesquisar no site

Tamanho original

Realizações da Gestão 2019 - 2021

Comunidades

 Dirigentes da ACESPA discutem diretrizes estratégicas, visão de futuro e projetos que afetam associados

 

A ACESPA promoveu neste sábado, dia 05, após dois anos, uma reunião presencial para debater o planejamento, ações e estratégias da entidade. O material foi apresentado pela presidente, a Administradora Rita Eloy, e pelo vice-presidente, o Atuário Dalvin Souza. A exposição também fez um resgate da história relacionada à entidade, da sua missão e valores como associação, das conquistas e dos principais objetivos da gestão. O evento contou com a participação de membros da Direção e do Conselho Fiscal.

A Administradora Rita Eloy explicou que principal meta é discutir ações estratégicas importantes que a entidade vai precisar implantar visando melhorias e adequações. A Administradora cita, como exemplos, a Lei Geral de Proteção de Dados, gestão de riscos, entre outras iniciativas.

Outro ponto importante foi situar os presentes a respeito da luta da ACESPA para a manutenção de direitos. Atualmente, o foco está centrado no decreto municipal que reduz a GIA/GIP. A intenção da associação é negociar com o poder executivo e reduzir os danos da proposta. “Também pudemos trocar informações e estratégias sobre temas como reajuste, previdência e valorização das categorias representadas pela ACESPA”, informa Rita.

A presidente coloca, durante a apresentação, que a ACESPA precisa fazer a avaliação do ambiente interno e externo (Matriz Swot ou Fofa). A análise é uma técnica de planejamento estratégico utilizada para auxiliar pessoas ou organizações a identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças relacionadas à competição em negócios ou planejamento de projetos.

Dalvin Souza acrescenta que a manutenção de direitos, como gratificações e reposição salarial, é o objetivo principal da ACESPA. O vice-presidente cita que o maior desafio da entidade é renovar o quadro social. “A maioria dos sócios estão aposentados, precisamos captar novos quadros até pensando na sobrevivência da entidade num médio prazo. A intenção é divulgar mais o nosso trabalho, principalmente ressaltando que atuamos como técnicos e não sob a ótica ideológica. Respeitamos a visão política de cada um, mas o nosso foco é outro. Nós negociamos, tecnicamente, com o governo e temos conseguido sucesso dentro das possibilidades”, explica.

O membro suplente do Conselho Fiscal Paulo Luis Heinen avaliou a reunião como positiva. Segundo ele, foi importante para entender o direcionamento das ações da ACESPA.  “A Rita nos explicou o que a Associação está fazendo para minimizar as perdas dos servidores e como podemos auxiliar nessa luta”, pontua.

O encontrou ocorreu na sede do Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul.