Tamanho original

Realizações da Gestão 2019-2020

Comunidades

Prevenção é a melhor alternativa contra câncer de próstata

 


Acespa alerta que de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer, no Brasil, o tumor da próstata é o segundo mais comum entre os homens. O primeiro é o câncer de pele não-melanoma.  

 

Conforme o Ministério da Saúde, o câncer de próstata é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer.

 

Em função do preconceito em fazer exames preventivos, entidades da área de saúde fortaleceram o movimento Novembro Azul (a ideia surgiu entre um grupo de amigo na Austrália que queriam chamar a atenção para a saúde masculina). Ele alerta a população, principalmente os homens, sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, que, se descoberto no início, chega a ter mais de 95% de chances de cura.

 

O que é a próstata?

Ela é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. O órgão é pequeno. Segundo especialistas, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso).

 

A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. Ela produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

 

A Organização Mundial da Saúde o considera um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos, porém homens com idade menor não devem relaxar ou achar que “comigo não vai acontecer”, já que alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.

 


Mas então quando devo começar a fazer exames preventivos?

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda o início da avaliação do risco de câncer da próstata aos 50 anos. Ainda de acordo com a entidade. homens de raça negra, obesos mórbidos ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar antes, aos 45 anos.

 

A detecção precoce pode ser feita por meio de investigação com exames clínicos, laboratoriais, endoscópicos ou radiológicos. No caso do câncer de próstata, esses exames são o toque retal e o teste de sangue para avaliar a dosagem do antígeno prostático específico (PSA).

 

Quais os sintomas do câncer de próstata?

 

O câncer de próstata tem evolução silenciosa. A maioria dos pacientes não apresenta nenhum sintoma, mas alguns sinais associados ao tumor são: dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite, dor ao urinar, presença de sangue na urina ou no sêmen, dor ao ejacular.

 

Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sangramento urinário e, em casos extremos, insuficiência renal.

 

Como o tumor demora para apresentar sinais, quando os sintomas da doença são percebidos pelos homens, geralmente o tumor já está em fase avançada, o que reduz a chance de sucesso do tratamento —daí a importância do diagnóstico precoce da doença.

 

 

Quais os tratamentos para o câncer de próstata?

 

A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após discussão dos riscos e benefícios entre médico e paciente.

Para doença localizada (confinada à próstata), podem ser oferecidos cirurgia e radioterapia.


Tem como prevenir?

 

Tem. Evitar consumo excessivo de bebidas alcoólicas, praticar esportes, cuidar da alimentação e não fumar.

É importante comer mais vegetais e evitar fast-food, alimentos processados e refrigerantes, além de fazer exercícios físicos regularmente --cerca de 30 minutos, ao menos cinco vezes por semana.

É importante alertar que quando um indivíduo tem pai ou irmão que foi diagnosticado antes dos 60 anos com câncer de próstata, o risco de ter o problema é de três a dez vezes maior. que na população geral.