Tamanho original

Realizações da Gestão 2019-2020

Comunidades

 

 

 

 Servidores poderão optar pelo teletrabalho

 

O surgimento da internet nos anos 90 no país e a consolidação e melhora do sistema na década seguinte permitiu que uma nova modalidade de profissionais ganhasse espaço no setor tradicional de trabalho. A presença física deixava de ser fundamental para dar espaço a interação tecnológica, que poderia ser feira de qualquer lugar, até mesmo de casa. Em 2007, uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Teletrabalho apontava que mais de três milhões de pessoas, em algum grau, atuavam na modalidade remota no Brasil.

Quando os primeiros casos de coronavírus ecoaram no Brasil, o home office deixou de ser algo exclusivo de algumas empresas e ganhou corpo em centenas de atividades profissionais, entre elas, a administração pública. Os olhares desconfiados de gestores e da própria sociedade com a qualidade do serviço oferecido foram se transformado com o passar dos meses. Percebeu-se rapidamente que o teletrabalho oferecia vantagens para funcionários, gestores e população em geral.

O impacto positivo começou a ser sentido e absorvido pelos administradores municipais. O modelo gera menos gastos para o poder público sem redução de eficiência. Pelo contrário, os resultados melhoraram com a adoção do sistema. O recuo dos casos de coronavírus criaram um dilema: continuar com o teletrabalho, voltar para o presencial ou adotar um modelo híbrido? Esse é o novo de desafio dos gestores municipais.

A prefeitura de Porto Alegre já começa a caminhar para um modelo consensual. Com a publicação do Decreto 21.143/2021, o poder público apresenta a adoção definitiva do Teletrabalho na gestão municipal. A alternativa vai ser oferecida aos servidores de maneira facultativa. De acordo com o secretário municipal de Administração e Patrimônio, André Barbosa, o sistema vai acarretar queda nas despesas, tais como horas extras, vale-transporte, adicional noturno e formação de banco de horas. “Além disso, reduziremos espaço físico, acomodando secretarias em prédios próprios, enxugando a máquina pública, cortando gastos com aluguel, manutenção, luz, água e material de expediente. Atualmente, pagamos cerca de R$ 10 milhões por ano em locação de imóveis para o funcionamento dos órgãos municipais e projetamos reduzir este valor pela metade com a implantação gradual da nova modalidade”, argumenta.

O regramento foi construído ouvindo servidores, entidades da sociedade civil e universidades, representadas pelo Pacto Alegre, além de outros órgãos públicos e privados. André Barbosa informa ainda que foram implantadas sugestões tecnológicas inovadoras e modernas para aferir metas e produtividade. “Este controle será fundamental no resultado buscado”, aponta o secretário municipal de Administração e Patrimônio.

A modalidade será por adesão do servidor, considerando sempre a conveniência da administração. O comparecimento presencial periódico, estipulado pelo órgão de locação, evitará a perda de vínculos.

A experiência dos primeiros meses de gestão mostrou que muitos setores aumentaram sua produtividade na modalidade híbrida de trabalho remoto e presencial.  “A fiscalização ficará a cargo da Comissão de Gestão do Teletrabalho (CGT), que terá competências específicas e deverá encaminhar, periodicamente, pareceres ao titular da Secretaria Municipal de Administração e Patrimônio (Smap). O relatório deverá conter a análise dos resultados do teletrabalho nos órgãos municipais”, finaliza André. 

 

Servidores também podem ter vantagens com o teletrabalho

Conforme a sócia da Acespa a contadora Rosele Kunh, a adoção do teletrabalho pode ser benéfica para o servidor público que vai evitar o trânsito cada vez mais caótico e conseguir dar mais atenção a família, por exemplo. Porém para dar certo é preciso disciplina. Ela diz que no começo do home office sentiu dificuldades, mas depois foi elaborando uma rotina que gerou resultado na atividade profissional e na sua qualidade de vida.

Especialistas ensinam que trabalhar em casa, mais do que nunca, é uma realidade que atinge muitas pessoas, e várias delas não estão preparadas para manter sua saúde nessa situação. Por isso é fundamental criar um ambiente saudável para o corpo e para a mente.

Rosele leu bastante sobre o sistema home office e aos poucos elaborou um cenário perfeito para executar as tarefas no conforto do lar. “É necessário criar uma estrutura física, desde os equipamentos eletrônicos até uma cadeira adequada para tu te sentir confortável. Eu trabalho em três telas às vezes para render as atividades. Comprei um computador, uma cadeira super top e consegui recriar o ambiente do meu trabalho em casa. Obviamente a rotina é fundamental. No início também me atrapalhei nesse sentido, mas depois estabeleci horários semelhantes aos que eu executava na prefeitura. Mas é fundamental parar para almoçar tranquilamente, para tomar uma água, para dar uma caminhada rápida e exercitar o corpo”, ensina Rosele.

 

DICAS IMPORTANTES PARA SUA ATIVIDADE REMOTA:

- Use o sofá apenas para o lazer, defina o seu ambiente de trabalho. Desse modo seu cérebro irá associar sua mesa ou escritório, por exemplo, com o espaço em que você precisa estar mais concentrado;

 

- É importante que a cadeira sustente sua coluna e você alcance os pés no chão;

 

- Deixe teclado e mouse no mesmo nível e em uma altura levemente abaixo do nível dos cotovelos, para que suas mãos não fiquem flexionadas para cima;

 

- Deixe os objetos essenciais na sua mesa, facilitando o alcance- Deixe o monitor diretamente na sua frente, com a distância de um braço, a borda superior da tela deve fica na altura dos seus olhos;

- Evite reflexos luminosos em sua tela, seja da luz natural ou artificial;

 - Se você for destro, na hora de escrever, mantenha um ponto de luz à sua esquerda, já se você for canhoto, mantenha do lado contrário;

 - Evitar ambientes com ruídos, grande circulação de pessoa;

 - Repouse seus braços no apoio da cadeira, de modo que seus ombros fiquem relaxados;

 - Altere a mão que você usa para operar o mouse, além de ser um ótimo exercício para o cérebro também evita lesões por esforço repetitivo;

 - Faça pausas fora do ambiente que você está usando para trabalhar;

 - Tenha sempre água por perto, mantenha-se hidratado e não faça refeições em frente ao computador ou no espaço de trabalho.