Realizações da Gestão 2019-2020

Comunidades

A ACESPA PARTICIPOU DO CRA-RS RECEBE QUE DEBATEU OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES DO EMPREENDEDORISMO FEMININO NO DIA 18/11/2019, ÀS 19H30MIN, NO AUDITÓRIO DO CONSELHO

Presidente do CRA/RS, Adm. Cláudia Abreu e a Presidente da Acespa, Adm. Rita de Cássia Reda Eloy

O Dia Global do Empreendedorismo Feminino, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em novembro de 2014, é comemorado mundialmente na  terça-feira (19/11). Como forma de marcar a data, o CRA-RS promoveu, na segunda-feira (18/11), a partir das 19h30, no auditório da autarquia (Rua Marcílio Dias, número 1030), em Porto Alegre, o CRA-RS Recebe dedicado a debater os desafios e oportunidades no empreendedorismo entre as mulheres.
No evento estavam presentes: a Gerente de Relações Institucionais da Bebidas Fruki S.A., Administradora Fabíola Eggers,  a Diretora da Miillcom Seleção e Desenvolvimento, Administradora Hospitalar Luciana Barbosa, a Administradora de Empresas e especialista em gestão de pessoas, Lucélia Ourique, além da Administradora de Empresas e especialista em operações de tecnologia, Mirian Souza. 

Estudo do Sebrae sobre empreendedorismo feminino divulgado em agosto desse ano mostra que as brasileiras abrem negócios tanto quanto os homens, mas ganham 22% menos e suas empresas fecham mais rápido.
Segundo o estudo, mulheres são cerca da metade dos empreendedores iniciais (com negócios de até 3,5 anos). Elas correspondem a 49% ou 11,9 milhões de empreendedores nesta etapa.
Já entre os estabelecidos, cujos negócios estão consolidados, elas representam 43%. As empreendedoras, apesar de serem mais escolarizadas, ganham 22% menos que os homens, com rendimento mensal médio de R$ 1.831.
Outra diferença é que a parcela de negócios por necessidade é maior entre as mulheres – 44%, ante 32% para homens. Isso significa que elas empreendem para fugir do desemprego ou porque não têm alternativa de renda, conforme a pesquisa.
Fonte: CRA-RS