Comunidades

Histórico da ACESPA


Reunião Preparatória:
01 de outubro de 1982 - Os servidores Técnico-Científicos do Município de Porto Alegre, integrantes das áreas Administrativa, Contábil, Econômica e Estatística, constituídas das classes de cargos técnicos de Administração, Economista, Contador e Estatístico, reunidos em assembléia preparatória à assembléia geral, decidiram fundar sua Associação representativa com a finalidade de zelar pelos seus legítimos interesses bem como contribuir, na medida de suas possibilidades, para o seu aprimoramento intelectual e para o desenvolvimento do serviço público do qual são agentes em caráter permanente, por força de lei. A seguir, parte da ATA da sessão preparatória contendo as razões básicas da fundação da ACESPA:


1° As classes aqui representadas e que formam um contingente superior a duzentos servidores, todos sob a égide do regime jurídico estatutário, têm grandes responsabilidades na formulação da política administrativa, econômica e financeira, já que participam de todos os conselhos Municipais, delegações de controle das autarquias bem como detém alta representatividade nos cargos de direção e assessoramento, a nível de todos as repartições municipais e, inclusive, três ocupam atualmente cargos de secretário e, vários, de secretário substituto; 2° Em face do momento atual, entendem inadiável tomar alguns posicionamentos claros e serenos para que as medidas de profundidade emendamento sejam o mais possível abrangente e resguardem os interesses do servidor, do serviço e da administração – trinômio indissociável na visão de um bom agente público cônscio de suas responsabilidades; 3° Nesse contexto, defendem a imperiosidade da manutenção do atual plano de pagamento, no concernente ao pessoal Técnico – Científico inadmitindo, por injusta e inadequada, a diferenciação remuneratória básica de seus integrantes que cumprem a mesma carga horária semanal de trabalho, a exemplo de outras esferas governamentais onde todos estão colocados no mesmo padrão, gozando dos mesmos direitos e vantagens sem qualquer distinção e das quais o Município seguiu o modelo; 4° Sem se imiscuir nas políticas dos poderes constituídos – Executivo e Legislativo – por lhes falecer competência, opinarão, todavia, sempre que julgarem oportuna e com o sentido de colaboração de alto nível, em todos os assuntos que, direta ou indiretamente, afetem o superior interesse das classes representadas, assim como quando estiver em jogo o superior interesse do funcionalismo em geral; 5° Esperam, de agora em diante, isentos de qualquer influência estranha aos seus fins, poder prestar sua parcela de contribuição à causa do serviço e do servidor público de Porto Alegre.

Ata de Fundação:
28 de outubro de 1982 - Data marco na história da ACESPA, quando, em Assembléia Geral, os servidores Técnico-Científicos do Município de Porto Alegre, integrantes das áreas Administrativa, Contábil, Econômica e Estatística, constituídas das classes de cargos técnicos de Administração, Economista, Contador e Estatístico oficializaram a fundação da Entidade, a sua denominação, o Estatuto Social e elegeram a Diretoria provisória. A seguir, parte da ATA de Fundação:

Inicialmente, usou da palavra Avelino Ivo Cogo, presidente da comissão que elaborou o projeto de Estatuto Social e tomou as primeiras medidas para a realização desta Assembléia Geral (...). A seguir, foi aprovada, por unanimidade, a fundação da entidade que será denominada Associação dos Administradores, Contadores, Economistas e Estatísticos do Serviço Público Municipal de Porto Alegre e terá por sigla ACESPA. (...) Os componentes do plenário tiveram a oportunidade de destacar os artigos do projeto que deveriam ser debatidos separadamente. O presidente pôs em votação o projeto, que foi aprovado globalmente, por unanimidade, sem prejuízo de emendas que eventualmente surgissem da discussão dos artigos destacados.(...) Em seguida foram eleitos o Presidente e os Vice-Presidente, que exercerão os respectivos cargos, nos termos do artigo 35 do Estatuto Social aprovado, ficando, dessa forma, a diretoria provisória assim constituída: Presidente: Marco Antonio Damin; 1º Vice-Presidente: Avelino Ivo Cogo; 2º Vice´Presidente: Paulo Weissheimer. todos os membros da diretoria provisória foram declarados empossados e em pleno exercício de suas funções.